Slide # 1

Slide # 1

Sejam bem-vindos ao blog. Mostro em minha arte um pouco da nossa cultura brasileira. Um pouco de história que guardo dentro de mim, um pouco de história que vejo nas pessoas. E eu espero que vocês se encontrem em cada uma das obras.

Slide # 2

Slide # 2

Sejam bem-vindos ao blog. Mostro em minha arte um pouco da nossa cultura brasileira. Um pouco de história que guardo dentro de mim, um pouco de história que vejo nas pessoas. E eu espero que vocês se encontrem em cada uma das obras.

Slide # 3

Slide # 3

Sejam bem-vindos ao blog. Mostro em minha arte um pouco da nossa cultura brasileira. Um pouco de história que guardo dentro de mim, um pouco de história que vejo nas pessoas. E eu espero que vocês se encontrem em cada uma das obras.

Slide # 4

Slide # 4

Sejam bem-vindos ao blog. Mostro em minha arte um pouco da nossa cultura brasileira. Um pouco de história que guardo dentro de mim, um pouco de história que vejo nas pessoas. E eu espero que vocês se encontrem em cada uma das obras.

Slide # 5

Slide # 5

Sejam bem-vindos ao blog. Mostro em minha arte um pouco da nossa cultura brasileira. Um pouco de história que guardo dentro de mim, um pouco de história que vejo nas pessoas. E eu espero que vocês se encontrem em cada uma das obras.

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Belas Rosas



Chorem lindas Rosas!
Tão lindas, distintas, atuais solistas da dor.
Porque agora trazem a todos esse horror?


Dentre um antigo presente estavam, fluídas com o tempo
Flores Fúlgidas, Magníficas Artistas devotadas ao amor.
Porque agora estão no entardecer de um falecimento?


Oh, lindas potrancas que aguardam as Rosas.
Elas se Fluíram com o tempo, não estão mais entre nós.
Estão embaladas, sofridas, amarguradas e esquecidas.
E só na morte serão entregues à vós.


Lá estão as rosas, tão ácidas e ásperas!
- Nenhum casal te quer! – Gritam.
Trazem suas lágrimas à aqueles que agora têm sua dor.
Tão amarga são, Oh belas Rosas.
Que ninguém, refém de seu rosado unido, em vocês se inspiram.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Processo de Criação - Olhos.

 Se tem uma parte do corpo humano que eu amo, sem dúvida, são os olhos! Se quiser ter uma boa conversa comigo, tenha certeza de que terá que olhar bem no fundo da iris. Porque eu AMO olhar os olhos das pessoas e encaro sem dó. Além funcionalidade, que é incrível, os olhos são lindos!
 Já que sou apaixonada por olhos, obviamente que não deixaria de desenhá-los. Estão aqui, alguns dos meus primeiros desenhos do olho humano.













Este ''Negro''




Esse 'negro' não representa a raça negra em si, mas sim o ser humano. Ora, se estamos 'libertos' da visão preconceituosa então não olharemos para raça e sim para o ser. Na obra eu não tiro a voz do 'negro', mas sim a do homem.


Esse 'negro' é o seu preconceito! É como você, preconceituoso, o vê: ''Sem voz''!

Esse 'negro' é todos os cidadãos que perderam a voz, ou que talvez nunca a tiveram diante do seu governo.

Esse 'negro' representa a imagem do homem e da mulher que se fecharam para si e o mundo.


Esse 'negro' representa as crianças que já sofreram, ou que sofrem abuso sexual. E também aos idosos que sofrem maus tratos. Ambos, infelizes, incapazes e com medo, se fecharam a si mesmos quase explodindo de dor com tantos sentimentos ruins que ganharam nessas más experiências.


Esse 'negro' é o bicho homem que tem algo preso, algo que lhe foi proibido de sair em forma de palavras. É aquele 'coitado' que está sendo ameaçado.

Esse 'negro' guarda um segredo antigo, e que talvez morra sem que ninguém saiba.


Esse 'negro' está a tempos lutando contra o lixo que se acumulou em seu coração, e que não quer sair.

Esse 'negro' tem sentimentos e verdades que não lhe é permitido expressar.

Esse 'negro' guarda as suas palavras, talvez as guarda em troca da sua vida, enquanto se agoniza completamente sozinho.


Esse 'negro' sou eu e você. É simplesmente o que você vê.
"Sem voz."